Publicado em 26 de dezembro de 2018, por Patricia Zanotti

Por mais de 80 anos, os Relógios da coleção Pilot da IWC trazem a magia do voo para todos aqueles que os usam. Esses reconhecidos relógios da fábrica em  Schaffhausen, Suiça,  com seu design de instrumento característico que remonta aos relógios de navegação icônicos como o modelo  Mark 11, também serão destaque da participação do fabricante de relógios de luxo no próximo Salon International de la Haute Horlogerie (SIHH), que acontece em Genebra de 14 à 17 de janeiro de 2019.

Crédito: Divulgação

Recentemente, a marca fez o preview dessa coleção no Aeródromo de  Goodwood no Reino Unido

A IWC escolheu a propriedade de Goodwood, no sul da Inglaterra, como o local para revelar os primeiros novos relógios  que antecede a exposição em Genebra. Ao mesmo tempo, a IWC está anunciando a parceria de vários anos com a Goodwood Aviation, empresa que fornece uma variedade de serviços de manutenção de aeronaves e, a cada ano, lida com cerca de 18.000 voos no Aeródromo Goodwood. O aeródromo também abriga a Boultbee Flight Academy, a primeira academia oficial de pilotagem do Spitfire no mundo, sendo também o local em que Steve Boultbee ,Brooks e Matt Jones iniciarão o primeiro voo de volta ao mundo em um Spitfire no terceiro trimestre do próximo ano. A IWC está apoiando o projeto “Silver Spitfire – The Longest Flight” como seu principal patrocinador (para mais informações, enviamos esse projeto em outro release). A história deste aeródromo está intimamente ligada à história do Spitfire: entre 1940 e 1946, o aeródromo de Goodwood da Força Aérea Real, ou RAF Westhampnett, como era conhecido na época, serviu como uma extensão para o aeródromo RAF Tangmere localizado nas proximidades.


[ VEJA MAIS ]