fbpx
Publicado em 29 de agosto de 2019, por Redação com ass. de imprensa

Apaixonado por vinhos e gastronomia, Vinícius Chupil é sommelier do La Varenne Gastronomia, premiado restaurante franco-italiano localizado no Pátio Batel, em Curitiba.

Conversamos com o especialista e conseguimos algumas dicas para escolher os melhores rótulos do mercado e fazer a harmonização perfeita do vinho com cada prato. Confira a seguir sua lista de dicas para o The List Brasil:

Espumantes

Lírica Crua, Rio Grande do Sul, Brasil

O Lírica Crua é produzido com as uvas Chardonnay, Gouveio e Pinot Noir através do método tradicional, Champenoise, que dá um sabor frutado e refrescante como poucos. É um produto revolucionário no mercado brasileiro, um espumante artesanal, puro e pleno de caráter e emoção.

Harmonização: Tartare de atum com salmão e ovas de Shoyo é uma interessante.

 

Espumante Lessini Durello, Verona, Itália

Espumante elaborado com a uva Durella, da região montanhosa entre Verona e Vicenza. Pode ser guardado por 20 anos, revelando aromas cítricos, amendoados, florais e tostado. A produção é de apenas 2.000 garrafas por ano, vale a pena a procura!

Harmonização: combina com todos os tipos de peixe, especialmente com o bacalhau.

Vinhos Brancos

Inconsciente Tempranillo Blanco, Rioja, Espanha

Um vinho muito elegante e aromático, trazendo notas de frutas tropicais como melão, pêssego, maracujá, manga e ainda notas florais. O vinho Tempranillo Blanco é uma mutação da uva tinta de mesmo nome, que desde 2007 é reconhecida como uma variedade da denominação da região de Rioja. Harmonização: este vinho harmoniza com uma infinidade de pratos, mas recomendo um Carpaccio de polvo com azeite, flor de sal e páprica picante.

 

Mezcla Blanca, Colbún, Chile

Mais uma opção leve e refrescante. Elaborado com as uvas Riesling, Chardonnay e Torrontel, este vinho é quase uma obra de arte da Vinícola Vistalago, produzido em solos vulcânicos, que dão persistência e complexidade às notas de degustação. O aroma esbanja frutas como abacaxi e pêssego, além de uma nuance floral.

Harmonização: ceviche de lula  com figos e fitas crocantes de batata doce.

 

Muscadet Vieilles Vignes, Loire, França

O vinho do produtor Château des Gillières, obtido a partir da uva Melon de Bourgogne, da família da famosa Chardonnay, é a representação perfeita de frescor e intensidade. A sua técnica de produção oferece uma paleta de aromas muito variados, que apresentam lima, emoldurada por toranja, maçã verde e notas de amêndoas.

Harmonização: melhor opção para acompanhar e exaltar o sabor de ostras e vieiras.

Vinhos Tintos

Pass Tout Grain, Borgonha, França

Este exemplar em especial é proveniente de uvas de videiras com mais de 85 anos, plantadas em terroir de solo argilo-calcário, na região Côte de Nuits. A produção é conduzida sem utilização de produtos químicos para elaborar um vinho com fruta generosa e dotado de um belo frescor, taninos suaves  e boa profundidade. É uma oportunidade para provar um Bourgogne de preço mediano e ótima qualidade.

Harmonização: magret de canard com molho poivre e purê de batatas.

 

 Villaggio Bassetti Primiero, safra 2011, Santa Catarina, Brasil

Um vinho de altitude de São Joaquim. Aqui nasceu uma das mais belas expressões da Cabernet Sauvignon do nosso país, de estrutura imponente, com aromas de frutos negros e silvestres, especiarias diversas e algo de mentol. O paladar é muito potente e merece ser provado. A safra de 2011 detém altas notas da crítica.

Harmonização: paleta de cordeiro, braseado por horas com polenta branca.

 

Luiz Porto Syrah, Minas Gerais, Brasil

Seguindo o procedimento da poda invertida, com colheita feita no inverno, a Vinícola Boutique Luiz Porto produziu este vinho elegante e excelente em sua faixa de preço. Trata-se de um tinto singular, seja pelo método de produção, mas também por suas virtudes sensoriais. No nariz, uma fruta madura enfeitada com especiarias, fumaça, baunilha e noz moscada. Na boca, acidez moderada, com taninos bem acabados que acariciam o paladar.

Harmonização: medalhão de quinoa com legumes grelhados e molho de cogumelos.

 

Quinta do Cachão Touriga Nacional, Douro, Portugal

Um vinho com camadas de frutas maduras, notas florais e um frescor que embeleza o conjunto numa trama notável, tanto no nariz quanto em boca. Seco, encorpado e persistente. Eis uma deliciosa surpresa numa faixa de preço incrível pelas diversas qualidades que entrega.

Harmonização: carne de carneiro e javali.

Crédito das fotos: Vanessa Kosop


[ VEJA MAIS ]