fbpx

the list by

the list by >> Isabelle Gayoso dá dicas do que fazer em Piranhas, Alagoas

 

A empresária Isabelle Gayoso adora viagens e gastronomia. Seus destinos costumam fugir as rotas tradicionais, e parte sempre em busca de ilhas reservadas, desertos, rotas românticas, ecoturismo e viagens em locais pouco conhecidos. “Como boa nordestina que foi criada frequentando as praias do nordeste, sempre busco a mistura de sol, mar, vales e montanhas ou navegar em águas “desconhecidas” como o rio São Francisco. Quando assunto são viagens internacionais sempre busco o frio”.

Durante uma viagem pelo Alagoas, Isabelle fugiu do litoral nordestino para conhecer as belezas do interior em uma cidade marcada pela história do pais: “Piranhas é um daqueles destinos que facilmente encanta o visitante. A cidadezinha histórica fica situada em pleno sertão alagoano e é uma ótima opção para quem gosta de belezas naturais, trilhas, cultura, animação e da boa gastronomia nordestina!”

 

 

 

Centro histórico em cores

“Piranhas possui um centro histórico bastante preservado repleto de casas coloridas e igrejas antigas muito bem conservadas. A noite as casinhas alegres se transformam em bares e restaurantes com comidas típicas da região”. São quase mil casarios que encantam os turistas logo na entrada da cidade.

 

Culinária regional

“Com certeza os maiores destaques da região são a tilápia e o pitú, camarão de água doce”. A noite em Piranhas ganha vida com a boa gastronomia nordestina em meio as casas do centro histórico, acompanhada do som animado do sanfoneiro pelas ruas da pequena cidade e o forró que embala os turistas até a madrugada.

 

Passeios exclusivos

“Para mim,  o ponto alto de Piranhas são os passeios de barco ao longo do Rio São Francisco, sobretudo o passeio pelos seus famosos cânions, com destaque para Gruta do Talhado e Vale dos Mestres. Lá é possível fazer um roteiro exclusivo com lanchas privadas e direito a piquenique ao por do sol com saxofonistas”.

Além disso, a região ficou conhecida pela Rota do Cangaço, onde aconteceu a emboscada e morte de Lampião e Maria Bonita. No passeio pela rota, o turista conhece a história do sertão nordestino e do casal de cangaceiros ao longo do Rio São Francisco. Começando no atracadouro de Piranhas, a viagem até a primeira parada dura cerca de 45 minutos.

 

Pousadas charmosas

Ambientes rústicos e aconchegantes com as cores marcantes de Piranhas marcam as pousadas e hotéis charmosos da região. “Destaque para o cobiçado hotel Pedra do Sino, com umas das vistas mais deslumbrantes para o Velho Chico”.

 

Show da natureza

“E não tem como falar em exclusividade sem falar no show que a natureza local proporciona. Nada supera a experiência de navegar pelo São Francisco com suas belas paisagens, os enormes cânions, cenários de tirar o fôlego e um por do sol em meio a um ambiente marcado pela nossa história”.